Pró-Jardim Floricultura
Olá, como podemos lhe ajudar?

Cuidados e Curiosidades

Zamioculcas

A zamioculcas é uma folhagem ornamental, popular pela rusticidade e beleza, principalmente quando utilizada em interiores e outros locais de baixa luminosidade natural.

Sua textura é herbácea, com folhas muito brilhantes, glabras, pinadas e de cor verde-escura, que chegam a um metro de altura.

Suas folhas são semelhantes às de Zamia, uma cicadácea, o que lhe rendeu o nome científico.

Apesar da semelhança, a zamioculca pertence à família das Aráceas, a mesma de caládios, copos-de-leite e antúrios.

Apresenta um rizoma subterrâneo suculento, semelhante a uma batata, que permite sua sobrevivência em períodos secos.

A inflorescência é do tipo espádice, com espata de cor branca a creme, parcialmente escondida entre as bases das folhas.

A floração ocorre geralmente no verão ou início do outono.

Plantio

Para o plantio das Zamioculcas, vamos precisar de vasos com tamanho adequado a fim de que a planta possa ainda crescer e se desenvolver por algum tempo, antes de pensarmos em fazer novas mudas e replantio.

Precisaremos de uma manta filtrante para colocar no fundo do vaso, depois uma camada de ¼ da altura do vaso de argila expandida para auxiliar na drenagem e a seguir o solo para plantio, que deve ter as seguintes proporções: 1 litro de terra vegetal rica em matéria orgânica, comprada em gardens centers, para cada 1 litro de terra comum, ½ litro de areia e ½ litro de húmus de minhoca.

Depois de bem incorporados, com a ajuda de uma pá coloque a terra preparada dentro do vaso, coloque a planta e preencha com o restante da terra. Ressaltamos que os itens acima são relativos somente à proporção, portanto a quantidade a ser preparada vai depender do tamanho do vaso que será utilizado.

A multiplicação de mudas de Zamioculcas é feito por sementes que caem da haste da sua floração ou por divisão de touceiras que desenvolvem novas mudas laterais com enraizamento aéreo. O ideal é se fazer o replantio dos vasos de plantas a cada 4 anos para o desmembramento da touceira, originando novas mudas e fazendo a renovação total da terra.

Cuidados

Podemos utilizar as Zamioculcas de forma isolada em vasos, em maciços nos canteiros de jardins da área externa, mantidas à meia sombra e até sombra plena. O solo deve ser rico em matéria orgânica, bem drenado, porém com certa umidade.

Evite o acúmulo de água, pois pode ocasionar o amarelamento das folhas e apodrecimento das raízes, culminando na perda da planta. Por esse motivo, fique atento quanto ao uso de regador e mangueira durante a rega.

Por ter necessidade baixa de água, as regas das Zamioculcas devem acontecer de 1 a 2 vezes por semana, de forma que o solo esteja sempre úmido, porém não encharcado. O ideal é ficar atento para que a rega aconteça antes que o solo fique totalmente seco.

Por possuírem um crescimento bem lento, as Zamioculcas não requerem podas com tesoura ou replantio com freqüência, resultando assim em uma baixa manutenção.

Elas também não precisam de adubação química, sendo necessária somente uma reposição de adubo orgânico (húmus de minhoca) a cada 3 ou 4 meses para que a planta esteja sempre nutrida, saudável e vigorosa.

Curiosidades

⚫ Nome Científico: Zamioculcas zamiifolia

⚫ Nomes Populares: Zamioculcas, Zamioculca

⚫ Categoria: Folhagens, Forrações à Meia Sombra

⚫ Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical

⚫ Origem: África

⚫ Altura: 0.4 a 0.6 metros

⚫ Luminosidade: Luz Difusa, Meia Sombra

⚫ Ciclo de Vida: Perene